Black Dragons e BRK quebram invencibilidade de rivais e estão na final do Brasileirão Rainbow Six

Com melhores desempenhos até o começo da semifinal, paiN e Team Fontt perdem por 2 a 0 seus jogos e dão adeus ao torneio

Dia de “surpresas” e fim de invencibilidades no Brasileirão Rainbow Six. Melhor para Black Dragons e BRK E-Sports que venceram paiN Gaming e Team Fontt, respectivamente, e estão classificadas para a final do BR6. A decisão da temporada do torneio será realizada no próximo dia 3 de setembro, em São Paulo.

Curiosamente, as duas equipes que passaram para os playoffs como as segundas colocadas de seus grupos ganharam os jogos das duas outras que estavam com 100% de aproveitamento no Brasileirão Rainbow Six. E as duas vitórias foram por 2 a 0, incontestáveis.

A final do BR6 colocará frente a frente as duas line-ups que decidiram a primeira temporada da divisão LATAM da Rainbow Six Pro League. Na ocasião, a BD, com os jogadores que atualmente formam o time da BRK, bateu a V3 Masters, que tinha os atletas que hoje defendem a Black Dragons. Clima de revanche e expectativa de um grande clássico do cenário.

Antes da decisão do Brasileirão, uma pausa para as finais mundiais da Rainbow Six Pro League, que serão disputadas na Gamescom, uma das maiores feiras de games do mundo, em Colônia, na Alemanha, nos dias 25 e 26 de agosto.

paiN x Black Dragons                                                                  

A Black Dragons, escalada com Thiago “Thyy” Nicézio, Nino “NinexT” Pavolini, Pedro “pzdd” Dutra, João ”Kamikaze” Gomes e Gustavo ”Psycho” Rigal, dominou toda a partida e conseguiu vencer o primeiro duelo das semifinais por 2 a 0, com propriedade. Experiente, a equipe não se importou com a boa campanha da paiN, que estava com 100% de aproveitamento no Brasileirão Rainbow Six.

A BD escolheu o primeiro mapa da tarde: Chalé. E quem abriu o placar foi a paiN, que jogou com João “yoona” Gabriel, Wagner “wag” Alfaro, Guilherme “Revo1Tz” Constancio, David “SpawNsss” Couto e Vinicius “Noted” Mancinni. Mas após o ponto inicial, só deu Black Dragons. O time foi bem superior e logo abriu 4 a 1 sobre a rival, que até reagiu, mas não a ponto de virar o round, que terminou 5 a 3.

A segunda parcial foi disputada no mapa Consulado, que apareceu nos quatro jogos disputados pela paiN, que o escolheu mais uma vez. Mas o time não conseguiu repetir o desempenho de outros momentos no BR6.

Com um jogo muito consistente, sobretudo pelos bons desempenhos de “Psycho”, que conseguiu 17 kills, e “NinexT”, a BD sobrou no segundo mapa. Dominou a rival e logo abriu 5 a 1, não dando chances a paiN, que tentou até mudar suas estratégias, mas ficou bem longe do desempenho conseguido na fase de classificação do campeonato.

Agora garantida na final do Brasileirão Rainbow Six, a Black Dragons sofreu com algumas críticas pelo desempenho não tão consistente nesta temporada. Mas tudo isso é passado. “Sofremos críticas porque não estávamos tão focados. Mas nas últimas semanas pudemos treinar bem, fizemos um intensivo nos treinos táticos e práticos. Nessa última semana conseguimos fazer um grande trabalho nos treinos e agora podem esperar que, para a final, vamos estar ainda mais fortes, ainda mais preparados que estivemos nessa semifinal. Estamos preparados para trazer esse caneco para a BD”, afirmou João “Kamikaze” Gomes, que completou: “Não diria que foi fácil o jogo, mas soubemos aproveitar algumas brechas nas táticas deles que eles não conseguiram aproveitar contra a gente”.

“Faltou inovação nas táticas, jogamos quase sempre os mesmos mapas no campeonato e faltou essa inovação. Serviu como aprendizado. O time, apesar de novo, conseguiu chegar longe e espero que possamos nos dedicar mais ao jogo, evoluir na parte tática e acho que o foco para a próxima temporada precisa dobrar”, analisou Wagner “wag” Alfaro, um dos destaques da paiN no BR6.

Team Fontt x BRK             

O duelo mais esperado do dia foi uma revanche da final da segunda temporada da divisão LATAM da Rainbow Six Pro League, disputada recentemente. Mas antes de pensar nas finais mundiais, os dois representantes brasileiros mediram força no BR6. Se na Pro League deu Team Fontt, o resultado agora foi o inverso: vitória da BRK por 2 a 0.

A BRK conseguiu logo no primeiro round da semifinal algo que nenhum outro time desta temporada do Brasileirão Rainbow Six fez: vencer uma parcial da Team Fontt. Escalado com André “Nesk” Oliveira, Júlio “Júlio” Giacomelli, Lucas “Yuuk” Rodrigues, Leo “Zigueira” Duarte e Leone “One” Kayque, o time dominou e marcou 5 a 3 no mapa Consulado, o escolhido pela equipe.

A Team Fontt, que jogou com Gabriel “cameram4n” Hespanhol, João  “HSnamuringa” DeamLeonardo “Astro” Luis, Rafael “mav” Freitas e Guilherme “Gohan” Alf, jogou o tudo ou nada no mapa Banco. Mas deu nada.

Em round bem equilibrado, nenhum dos dois times conseguiu abrir uma boa distância no placar. Mas a BRK mostrou mais força nos momentos decisivos e conseguiu fechar por 5 a 3. Como aconteceu com a paiN no primeiro jogo, a Team Fontt perdeu os 100% de aproveitamento bem quando não poderia e acabou eliminada.

“Foi um clássico. Atualmente são os dois melhores times do Brasil, isso é incontestável. Então, são duelos sempre decididos nos detalhes. Além disso, treinamos sempre contra eles, então os dois times se conhecem bem. Agora vamos estudar a Black Dragons para fazer um grande jogo contra eles”, afirmou Júlio “Júlio” Giacomelli.

“Queríamos ganhar, a gente sempre entra com esse pensamento, mas eles foram melhores e se saíram bem hoje. Nos conhecemos, sempre jogamos e treinamos contra eles, então os detalhes acabam decidindo. Hoje deu mais certo para eles, vamos aprender com esses erros e crescer agora para o mundial”,  explicou Guilherme “Gohan” Alf.