No cenário atual de Counter-Strike, com a virada de ano e a conclusão do primeiro Major pós férias prolongadas, se vê muitos times aderindo à troca da line-up. As influências dessas decisões são variadas e tem suas importâncias em qualquer time analisado.

Num contexto geral, se considerado também o mercado nacional de players, as substituições repercutem com bons olhos. A união de antigas lines e aquela troca necessária é finalmente acertada por problemas de contrato. Mas até qual perspectiva é válido mudar a maneira de jogar e conviver com o novo time, objetivando algo maior ou na expectativa de alcançar novamente algo já conquistado.

Do principal ponto de vista, o profissional, se manter no topo por diversos anos é a meta de qualquer equipe do cenário competitivo de Counter-Strike. E se as cinco cabeças não estão mais conectadas no mesmo objetivo, é importante que se chegue a uma decisão. Para tanto, encerrar um trabalho de meses de treinamentos, horas perdidas, viagens, amizade e informar o desligamento de um player é uma tarefa árdua. Mas se algum jogador não consegue mais manter o desempenho esperado e a equipe caiu fortemente de rendimento, mesmo após reuniões, adaptações e muita conversa, não há mais nada a se fazer.

Por outro ponto, o novo jogador pode ter suas manias, preferências e dificuldades. É importante que a última peça se encaixe exatamente como a outra deixou a brecha, interna e externamente ao jogo, é possível avaliá-la antes mesmo de afastar a antiga.

De qualquer forma, não deixar o sentimento falar mais forte é essencial, alguém de fora que esteja esperando uma oportunidade entrará com sangue novo e mais dedicação ao time. Abrir as portas pode ser a melhor opção e se algo não fluir como esperado é sempre possível retroceder e pensar de forma diferente.

Verdade é que cada situação é única e apenas passando por elas a decisão será formulada, são várias vertentes que precisam estarem atreladas ao objetivo da vitória. De nada vale uma boa amizade se o trabalho desempenhado não atinge as metas.

Respirar novos ares é a oportunidade de ver o jogo de uma outra perspectiva e tanto no Counter-Strike como em qualquer outro game cooperativo, trocar a line-up tende a trazer bons resultados, pelo menos é o que se nota a curta prazo.