PGL Open e o Dota Pro Circuit


Warning: getimagesize(/home/u979204606/domains/fabricadelendas.com.br/public_html/wp-content/uploads/2017/10/PGL-open-capa.jpg): failed to open stream: No such file or directory in /home/u979204606/domains/fabricadelendas.com.br/public_html/wp-content/themes/gutenmag/includes/custom.php on line 276
PGL open capa
Imagem por esportsranks.

Fala pessoal, tudo bem com vocês? Esse é o meu segundo post no Fábrica, e vou continuar trazendo mais notícias das últimas semanas, sobre o que aconteceu de importante no cenário competitivo de DotA.

Como eu expliquei no post anterior, a Valve fez mudanças no circuito competitivo de DotA e criou o Dota Pro Circuit. Na outra semana aconteceu o primeiro torneio Minor, e nesse último final de semana, entre os dias 19 e 22/outubro, ocorreu o segundo, o PGL Open.

 

PGL Open Bucharest

 

Imagem por Gosugamers.

As qualificatórias deste torneio foram realizadas entre os dias 11 e 25/setembro, entre as seis regiões que disputaram, pelo menos, uma vaga cada, para a etapa presencial em Bucareste, na Romênia. Como regra, o campeonato contou com 8 equipes participantes, se enfrentando por uma premiação total de US$300.000,00 e 300 pontos no circuito competitivo de DotA.

O formato de eliminação da fase de grupos é o que já estamos acostumados, o formato GSL (eliminação dupla), que em suma, faz com que a equipe tenha que ganhar duas séries de jogos para avançar para a fase de playoffs, se não, a equipe é eliminada do torneio. Os dois grupos foram formados da seguinte maneira:

 

Imagem por @pglesports.

 

No primeiro dia (19) tivemos os jogos do grupo A:

LGD 2 x 0 Infamous

Secret 0 x 2 Immortals

LGD 2 x 1 Immortals

Nesse primeiro dia, não houve partidas emocionantes, então o destaque vai para a final da upper entre LGD x Immortals

A série começou com nenhum dos dois times jogando o que tinham jogado anteriormente no dia. Entretanto, foi a Immortals que sempre manteve a vantagem nesse game 1. Com o QO (Sven) farmando bem e team fights sempre pendendo para o lado da IMT, foi fácil pra eles fazerem o push e subirem high ground com MP (Venomancer), deixando a equipe da LGD sem nenhuma reação.

No game 2, a estratégia do IMT não deu muito certo e a LGD começou a achar brechas. Maybe (Mirana) jogou de forma bem agressiva e aproveitou bastante esse last pick pela equipe chinesa. Outro que se deu muito bem também, foi o fy (Underlord), que jogou de forma tranquila na offlane contra o QO (Outworld Devourer), e com o passar do jogo o combo Pit of Malice + Sacred Arrow consagrou bons kills para a LGD, que acabou levando o jogo e forçando o game 3.

Novamente Maybe (Storm Spirit) se destacou nesse game 3, conseguindo o first blood em cima de QO (Bloodseeker), junto com seu parceiro Yao (Earth Spirit) que acampou no mid, desde o começo, para ajudar o seu colega na lane. A boa rotação da LGD em cima da IMT e as team fights sempre em prol do time chinês fez com que a IMT desistisse e pedisse o gg.

 

No segundo dia (20) tivemos os jogos do grupo B:

EG 2 x 1 VGJ.Thunder

Na’Vi 1 x 2 Mineski

EG 0 x 2 Mineski

No segundo dia, logo cedo, tivemos uma série espetacular entre EG x VGJ.T, digno de 3 games, o último com 1 hora e 20 minutos de jogo.

 

No terceiro dia (21) tivemos as partidas que iriam definir os últimos times a chegarem nas playoffs:

Infamous 0 x 2 Secret

Immortals 2 x 1 Secret

VGJ.T 2 x 1 Na’Vi

EG 2 x 0 VGJ.T

A melhor partida ficou entre IMT x Secret, que após a série começar com 1×0 para Secret – com a notável atuação de Ace (Meepo), que conseguiu cerca de 1 level por minuto -, a equipe IMT conseguiu virar nos dois jogos seguidos, superando a estratégia de push da Secret no game 2, com o FATA (Nature’s Prophet) e Puppey (Chen), e no game 3, com o jogo um pouco mais demorado, e que bastou uma boa team fight por parte dos sul coreanos perto dos 40 minutos de jogo para ter uma imensa vantagem, ganhar a série e passar para as playoffs.

 

E assim ficou o cenário das playoffs para o quarto e último dia:

Imagem por Liquipedia.

 

No último dia (22) aconteceram as playoffs e as grandes finais:

Immortals 1 x 2 Mineski

LGD 2 x 0 EG

Mineski 2 x 0 LGD

O destaque foi para os jogos da grande final, que ao contrário do que vimos na Starladder i-League, a disputa foi em uma melhor de três jogos, e não cinco.

Desde o início deste campeonato, a Mineski tem priorizado os picks do Moon (Mirana), iceiceice (Monkey King) e Jabz (Earth Spirit) por uma boa razão, a boa jogabilidade desses jogadores com esses heróis. E a LGD, nesse primeiro jogo da série, aprendeu isso da pior maneira. A equipe do sudeste asiático dominou de uma maneira intensa a LGD, que aproveitava qualquer errinho dos chineses.

O segundo game foi uma doutrinação da equipe da Mineski, com o placar de 34-10 e a combinação de iceiceice (Broodmother) e Mushi (Vengeful Spirit), convicentemente acabaram com alguma chance que os chineses poderiam ter de forçar um game 3.

 

Parabéns a equipe Mineski, pela sua primeira conquista em um evento organizado/patrocinado pela Valve, e por sua campanha nessa temporada (2º lugar na Starladder i-League), estão surpreendendo.

 

Imagem por @dotasltv.

 

Dota Pro Circuit

Imagem por Liquipedia.

 

Depois do término do segundo Minor da temporada e já em vésperas do primeiro Major (ESL One Hamburg), o ranking do Dota Pro Circuit começa a ser acompanhado com mais entusiasmo, pois os 8 times que ao final da temporada (início de Junho de 2018) estiverem com mais pontos serão classificados diretamente para o The International 8. Mas, como funciona essa sistema de pontuação?

É simples, apenas os JOGADORES recebem as pontuações, e elas vão do 1º ao 4º lugar nos campeonatos, porém o total de pontos da equipe é composto pelos pontos dos três jogadores mais bem-sucedidos, devido a alta rotatividade de lines entre as equipes. E como é distribuído esses pontos entre os campeonatos? Os pontos são proporcionais à premiação total do evento, no caso dos Majors, eles valerão 1,5x dos pontos. Então, geralmente as premiações tem sido, em Minor, US$300k e 300 pontos, e Major, US$500k e 750 pontos.

A distribuição dos pontos entre os jogadores são: 50% para o 1º lugar, 30% para o 2º lugar, 15% para o 3º lugar e 5% para o 4º lugar (10% para 3º e 4º, se não houver disputa para essas posições). Olha como está a situação atual, depois de dois minors:

Imagem por dotabuff.

Para você ver a Leaderboard dos jogadores, acesse esse link do Dotabuff.

O que vocês acharam do Dota Pro Circuit, vai vingar o competitivo de DotA? Eu estou achando bem interessante e está me dando mais vontade de acompanhar o cenário, principalmente porque isso induz as equipes a ter um revezamento de jogadores bem menor.

O próximo campeonato, como dito antes, será o Major ESL ONE Hamburg, ele vai começar no próximo dia 26, e vai durar até o dia 29 de outubro. Com certeza estaremos acompanhando esse evento, e na torcida pela equipe brasileira SG e-sports, que já vai ter uma pedreira logo à frente para enfrentar, a queridinha do momento, atual campeã do TI7, Team Liquid.